quarta-feira, 5 de agosto de 2009

O karma do agora

A vontade de saber, especialmente algo sobre si mesmo é uma das características fundamentais do Homem, a curiosidade, um dos atributos essenciais da sua inteligência. Depois da minha primeira consulta (ontem), hoje acordei com a sensação que tenho um certo preconceito em relação á astrologia, mas depois de meditar e ordenar melhor as ideias percebi que não é em relação á astrologia mas sim ás pessoas que se dizem astrólogos ou videntes. Não falta por aí charlatães que levaram a antiga ciência estelar ao descrédito total em que se encontra actualmente, e só porque leram uma estante cheia de livros relacionados com os astros e conseguem arrancar de uma carta de tarôt vários significados que parecem até fazer sentido, mas que na realidade são apenas vagas intrepertações que se adaptam a todas as situações, vida amorosa, plano financeiro, saúde etc...Uma criança nasce no dia e hora exactos em que os raios celestes estão em harmonia matemática com o seu carma individual, a mensagem, ousadamente proclamada através dos céus no momento do nascimento, não tem a intenção de enfatizar o destino mas de despertar a vontade humana de escapar do seu cativeiro universal. "O que o homem fez pode desfazer", ninguém além de mim mesmo foi responsavel das causas cujos efeitos agora prevalecem na minha vida, o que me permite superar qualquer limitação porque a criei com as minhas próprias acções em primeiro lugar, e porque possuo recursos espirituais que não estão sujeitos ás pressões planetárias. Muitas pessoas prendem-se servilmente ás previsões feitas por qualquer astrólogo "vai ser uma pessoa muito rica, vejo aqui que vai ganhar uma grande herança...aahhh mas também vai ter muitas infelicidades no plano amoroso, casará duas vezes enviúvando logo de seguida", quem ouvir isto ficará no minimo preocupado e dificilmente se conseguirá abstrair desse pensamento e muito menos ter coragem para se casar, sentindo-se como uma cabra á espera do sacrificio diante do templo do matrimónio triplice. E à sempre alguém que diz "é melhor conformares-te com o teu destino, está escrito nos astros." A inscrição dos astros na hora do nascimento não significa que o homem seja um fantoche do seu passado, a mensagem é na verdade um estimulo ao orgulho, o próprio firmamento procura despertar a determinação humana de ser livre de todas as limitações. De forma alguma me conformo com as previsões que me foram reveladas ontem por este homem, apesar de só ter dito coisas boas e outras menos más, mas acordei com a clara intuição de que a profecia é totolmente falsa.Decidi escrever em duas folhas A4, tudo quanto me lembro, pegando-lhe fogo a seguir e guardando as cinzas num saco de papel onde escrevi: "sementes do carma passado não podem germinar quando torradas nas chamas da sabedoria divina"

1 comentário:

Kali disse...

Gosto do teu inconformismo e que tenhas a coragem de escrever a tua própria vida. Gostei particularmente da frase que escreveste no saco das cinzas :) Fez-me rir num dia em que só tenho chorado.